Português

Prece seleciona voluntários para projeto de revisão textual

4 de maio de 2018

O Projeto Letras Solidárias está selecionando estudantes e graduados em Letras ou Comunicação Social para cooperar como revisores voluntários de redações escritas por estudantes de escolas públicas cearenses. As inscrições foram iniciadas nesta sexta-feira (4) e seguem até junho.

O projeto é uma iniciativa do Programa de Estímulo à Cooperação na Escola (Prece), vinculado à Escola Integrada de Desenvolvimento e Inovação Acadêmica (Eideia/UFC). A ação é realizada em parceria com a Secretaria da Educação do Ceará (Seduc).

Por meio do projeto Letras Solidárias, o Prece tem promovido ações que estimulam estudantes de escolas públicas a aderirem às práticas de leitura e escrita. Nos últimos dois anos, mais de 16 mil redações foram corrigidas por meio da ação.

Aliny Portela, co-coordenadora do projeto, diz esperar que o futuro revisor solidário desenvolva empatia e compromisso com o processo de aprendizagem do estudante. “A perspectiva é que o revisor mostre esses pontos positivos para gerar um estímulo à escrita, porque, geralmente, na escola, o estudante não tem o hábito de escrever por não perceber nada de positivo na prática dele”, detalha.

Inscrições
Os interessados em participar da rede de revisores voluntários devem realizar uma revisão textual à distância. No formulário de inscrição, os candidatos encontrarão as instruções, um modelo de revisão e o texto a ser revisado. Para realizar a atividade, o participante deve reservar o tempo mínimo de uma hora.

Após o envio do teste, cada candidato receberá feedback da equipe gestora do projeto e, se necessário, poderá refazer a correção mais uma vez. A revisão deverá considerar o cumprimento das cinco competências avaliadas na redação do Enem:

  • Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa;
  • Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa;
  • Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista;
  • Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação; e
  • Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Além da nota atribuída a cada competência, o revisor deverá elaborar feedback que comunique, com o uso de linguagem didática, não apenas os pontos a serem melhorados, mas também os aspectos positivos do estilo de escrita do estudante.

História
Criado em 2013, na Escola Estadual de Educação Profissional (EEEP) Alan Pinho Tabosa, em Pentecoste, o Letras Solidárias elaborou estratégias pedagógicas que incentivam o protagonismo estudantil no campo da leitura e da escrita. Nesta escola, professores e estudantes estipularam, como meta coletiva a ser alcançada todas as semanas, a produção de 45 redações por sala, ou seja, cada aluno deve escrever uma redação por semana. No ano passado, sete escolas da Grande Fortaleza também integraram-se à iniciativa.

Serviço
Processo seletivo – Letras Solidárias
Para estudantes e graduados em Letras ou Comunicação Social
Inscrições pelo formulário (reservar uma hora para o preenchimento)
De 04/05 a 04/06
Contato: letrassolidarias@gmail.com

 

Fonte: setor de comunicação do Prece/Eideia/UFC

Marcadores: