Português

Eideia prepara para uso da aprendizagem cooperativa em escolas estaduais

27 de abril de 2018

Oficina com coordenadores das escolas estaduais de tempo integral

A Escola Integrada de Desenvolvimento e Inovação Acadêmica (Eideia), da Universidade Federal do Ceará (UFC), realizou, de terça (24) a quinta-feira (26) desta semana, encontro com coordenadores de escolas estaduais para implementar projetos com aprendizagem cooperativa nas unidades de tempo integral do ensino médio. Durante o evento, o Programa de Estímulo à Cooperação na Escola (Prece), da Eideia, promoveu formação intensiva com 111 escolas, no Hotel Porto d’Aldeia EcoLodge, em Fortaleza. Os gestores se preparam para formar estudantes como promotores de grupos de estudos autônomos e solidários.

Promovido por meio de uma parceria entre a UFC e a Secretaria da Educação do Estado (Seduc), com colaboração do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), da Secretaria Municipal de Cultura de Fortaleza (Secultfor) e do Instituto Alana, o evento apresenta a aprendizagem cooperativa como metodologia que auxilia no desenvolvimento do protagonismo estudantil. Nos três dias, com uma programação diversificada, o grupo debate formas de implementar a metodologia da aprendizagem cooperativa de acordo com a realidade de cada escola.

Para incentivar o protagonismo estudantil, a Seduc criou os Clubes Estudantis, um momento no horário de aula em que o aluno é responsável por decidir o que e como estudar. Em parceria com o Prece, o projeto apresenta a aprendizagem cooperativa como metodologia para promover a autonomia intelectual. A proposta é que os coordenadores, com o uso da metodologia, preparem os estudantes para, de forma autônoma, organizarem grupos de estudos.

Como início do trabalho cooperativo e solidário, a equipe de formadores de aprendizagem cooperativa do Prece desenvolve oficinas de História de Vida, Habilidades Sociais e Vivência de Conflitos durante o encontro. A programação funciona como uma introdução a práticas pedagógicas que desenvolvem a cooperação e a solidariedade no ambiente escolar.

 

Rodrigo Rodrigues, do setor de comunicação do Prece/Eideia/UFC

 

Marcadores: