Português

Pesquisa de doutorado tematiza ação de bolsistas do Pacce

14 de julho de 2019

Dados preliminares apontam para um aproveitamento positivo do programa por parte dos estudantes. A investigação está sendo desenvolvida pelo coordenador do Pacce, Hermany Vieira, durante seu doutorado em Educação na UFC.      

 

Estudantes e bolsistas durante a primeira reunião do Pacce em 2019 / Foto: divulgação

A aprendizagem cooperativa virou tema de pesquisa acadêmica na Universidade Federal do Ceará (UFC). O estudo está sendo elaborado e apresentado pelo professor Hermany Vieira, coordenador do Programa de Aprendizagem Cooperativa em Células Estudantis (Pacce). O programa é vinculado à Escola Integrada de Desenvolvimento e Inovação Acadêmica (Eideia/UFC).

O professor chegou ao programa em 2011 e, dois anos depois, assumiu o cargo de coordenador, coincidindo com o período de realização de seu mestrado em Educação. Durante os estudos na área, avaliou o ensino e a aprendizagem no Pacce. “Resolvemos avaliar se o Pacce produzia resultados de acordo com a proposta do programa, como diminuir a evasão estudantil e a conclusão do curso em tempo hábil por parte do aluno, e fomos avaliar se isso estava acontecendo”, explica Hermany.

A pesquisa de doutorado de Hermany passou, em 27 de junho, pela etapa de qualificação, uma epécie de defesa preliminar da tese, que costuma ocorrer na metade do tempo previsto para o doutorado.

O doutorando está analisando todos os bolsistas que articularam células de disciplinas dos seus respectivos cursos de graduação. Nessas células, os alunos de uma mesma disciplina se unem e estudam sobre o tema utilizando a aprendizagem cooperativa. O somatório da pesquisa constou com a nota do articulador (se ele foi aprovado ou não) junto à média de avaliação da célula e à média da disciplina estudada nas células.

Hermany é o responsável pela pesquisa / Foto: arquivo pessoal

 

Os resultados preliminares da pesquisa apontam para um aproveitamento positivo do programa. Hermany acredita que isso se deve à importância desse tipo de aprendizagem em aspectos que perpassam a universidade. “O alvo principal da aprendizagem cooperativa é o ser humano. O meio é o conteúdo. Mas o mais importante é que você aprenda a respeitar as diferenças do outro”, afirma. 

Hermany considera a experiência como prazerosa. Segundo ele, as pesquisas brasileiras em aprendizagem cooperativa ainda são escassas, e considera a UFC como pioneira no país a desenvolver estudos na área. Ele acredita que a pesquisa trará mais subsídios e investimentos ao Pacce, onde convive diretamente com os articuladores e estudantes. “Eu vejo esses resultados diariamente, e pude confirmar isso com dados”.

 

Marília Freitas / Setor de Comunicação da Eideia/UFC

Marcadores: